PRODIP

O Programa de Diagnóstico e Intervenções Precoces oferece avaliação psiquiátrica e atendimento para crianças menores de 7 anos de idade.

A avaliação psiquiátrica busca compreender de forma ampla os sintomas que trazem à criança à atenção profissional, no contexto do processo de desenvolvimento e da sua interação com o ambiente, principalmente no que se refere ao relacionamento parental. A classificação é um elemento da avaliação psiquiátrica, mas esta é mais ampla e transcende eventuais diagnósticos. Os diagnósticos são diretrizes importantes para a tomada de decisões clínicas que sejam amparadas por evidências científicas, mas muitas indicações contemplam aspectos do desenvolvimento e das relações que vão além de categorias diagnósticas e que devem ser caracterizados em uma avaliação psiquiátrica de crianças na primeira infância.

A avaliação psiquiátrica na primeira infância exige modificações de procedimentos utilizados para a avaliação de crianças na idade escolar e adolescentes, considerando que a criança apresenta pouca ou nenhuma capacidade verbal e que são muito sensíveis a fatores contextuais (como sono, fome, novos ambientes). Assim, a avaliação inclui o relato da história, a investigação cuidadosa de aspectos do desenvolvimento desde o período pré-natal, a avaliação da relação parental, familiar mais ampla e escolar, os sintomas ou prejuízos desenvolvimentais e as habilidades desenvolvimentais (como interage, como regula as emoções e comportamentos, como brinca e quais são os temas da brincadeira). A avaliação inclui encontro com os pais e eventualmente outros familiares ou cuidadores, o exame da criança através da brincadeira em múltiplos momentos, a observação da brincadeira livre da criança e da brincadeira entre a criança e os pais, a utilização de instrumentos padronizados e eventualmente a observação da criança em ambientes específicos (como escola).

Nesse contexto, o ProDIP oferece treinamento continuado para residentes em Psiquiatria da Infância e Adolescência do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, uma vaga para estágio opcional de residentes em Psiquiatria Geral e estágio observacional para residentes de Pediatria do Desenvolvimento e também de Neuropediatria do Instituto da Criança.

Supervisão clínica: Dra Luara Otoch, Dra Aline Cho, Dra Natalia Saldanha
Fonoaudióloga: Luciana Costa